Buddhist Zen Tale 9. Conto Zen Budista 9. Cuento Zen Budista 9.

Before reading, please say OM (pronounced AUM). Antes de ler, por favor diga o OM (pronuncia-se AUM). Antes de leer, por favor di el OM (pronunciado AUM).

Content available in English, Portuguese and Spanish. Conteúdo disponível em Inglês, Português e Espanhol. Contenido disponible en Inglés, Portugués y Español.

Spider

A tibetan tale tells of a meditation student who, while meditating in his room, thought he saw a frightening spider coming down in front of him. Every day the threatening creature returned ever larger. So terrified was the student that he finally went to his master to report his dilemma:

– “I can not go on meditating with such a threat on me,” he said, trembling with dread. “I’ll keep a knife in my lap during meditation, so that when the spider appears I can kill it!”

The master warned him against this idea:

– “Do not do this, do as I tell you, take a piece of coal in your meditation, and when the spider comes out, mark an ‘X’ on your belly, after that come to me.”

The student returned to his meditation. When the spider again appeared, he fought the urge to attack her and instead did as the master suggested. Then he ran into his room, shouting:

– “I did it, what should I do now?”

The teacher looked at him and said:

– “Lift your tunic and look at your own belly.”

In doing so, the student saw the “X” he had made.

OM SAI RAM


Aranha

Um conto tibetano fala de um estudante de meditação que, enquanto meditava em seu quarto, pensava ver uma assustadora aranha descendo à sua frente. A cada dia a criatura ameaçadora retornava cada vez maior em tamanho. Tão terrificado estava o estudante que finalmente foi ao seu mestre para relatar o seu dilema:

– “Não posso continuar meditando com tal ameaça sobre mim,” disse ele tremendo de pavor. “Vou guardar uma faca em meu colo durante a meditação, de forma que quando a aranha aparecer eu possa matá-la!”

O mestre advertiu-o contra esta idéia:

– “Não faça isso. Faça como eu lhe digo: leve um pedaço de carvão na sua meditação, e quando a aranha aparecer, marque um ‘X’ em sua barriga. Depois disso venha até mim.”

O estudante retornou à sua meditação. Quando a aranha novamente apareceu, ele lutou contra o impulso de atacá-la e em vez disso fez como o mestre sugeriu. Então correu para a sala de dele, gritando:

– “Eu a marquei na barriga! Fiz o que me pediu! O que faço agora?”

O professor olhou-o e falou:

– “Levante a túnica e olhe para sua própria barriga.”

Ao fazer isso, o estudante viu o “X” que havia feito.

OM SAI RAM


Araña

Un cuento tibetano habla de un estudiante de meditación que, mientras meditaba en su cuarto, pensaba ver a una araña bajando a su frente. Cada día la criatura amenazante volvía cada vez mayor. Tan amedrentado estaba el estudiante que finalmente fue a su maestro para relatar su dilema:

– “No puedo seguir meditando con tal amenaza sobre mí,” dijo él temblando de pavor. “Voy a guardar un cuchillo en mi túnica durante la meditación, de modo que cuando la araña aparezca pueda matarla!”

El maestro le advirtió contra esta idea:

– “No hagas eso, haz lo que digo a usted: lleve un pedazo de carbón en su meditación, y cuando aparezca la araña, marque una ‘X’ en su barriga, después venga a mí.”

El estudiante regresó a su meditación. Cuando la araña volvió a aparecer, luchó contra el impulso de atacarla y en su lugar hizo como el maestro sugirió. Entonces corrió a la sala de él, gritando:

– “Yo la marque en la barriga, hice lo que me pidió, ¿qué hago ahora?”

El profesor le miró y le dijo:

– “Levante la túnica y mire a su propia barriga.”

Al hacer esto, el estudiante vio la “X” que había hecho.

OM SAI RAM

Comments are closed.

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: