Buddhist Zen Tale 15. Conto Zen Budista 15. Cuento Zen Budista 15.

Before reading, please say OM (pronounced AUM). Antes de ler, por favor diga o OM (pronuncia-se AUM). Antes de leer, por favor di el OM (pronunciado AUM).

Content available in English, Portuguese and Spanish. Conteúdo disponível em Inglês, Português e Espanhol. Contenido disponible en Inglés, Portugués y Español.

Perfection

One day a Master told his students about the nature of Perfection. One of the disciples, skeptical as to the possibility of actually being able to reach perfection and unable to understand the meaning of what the Master was speaking, observed next to the group a basket of apples and said ironically,

“Master, I was fascinated by your explanation of Perfection. Could you, to illustrate what you have just said, give me a perfect apple?”

The Master calmly looked into the basket, took out an apple and handed it to the student. He saw that the fruit had a rotten part on one side. He looked at the teacher and said arrogantly,

“Is that the perfection you speak of? This apple has a rotten part!”

“Yes,” replied the Master. “But to your level of understanding and discernment, this rotten apple is the maximum Perfection you can get …”

OM SAI RAM


Perfeição

Certo dia um Mestre falava para seus alunos sobre a natureza da Perfeição. Um dos discípulos, céptico quanto a possibilidade de poder realmente algo chegar à perfeição e incapaz de compreender o sentido do que o Mestre falava, observou próximo ao grupo um cesto de maçãs e disse ironicamente:

“Mestre, fiquei fascinado com sua explicação sobre a Perfeição. Poderia o senhor, para ilustrar o que acabou de dizer, me dar uma maçã perfeita?”

O Mestre calmamente olhou dentro da cesta, retirou uma maçã e entregou ao aluno. Ele viu que a fruta estava com uma parte podre num dos lados. Olhou para o professor e disse arrogante:

“Essa é a perfeição de que fala? Esta maçã tem uma parte podre!”

“Sim,” replicou o Mestre. “Mas para teu nível de compreensão e discernimento, esta maçã podre é o máximo de Perfeição que poderás obter…”

OM SAI RAM


Perfección

Un día un Maestro hablaba a sus alumnos sobre la naturaleza de la Perfección. Uno de los discípulos, escéptico en cuanto a la posibilidad de poder realmente llegar a la perfección e incapaz de comprender el sentido de lo que el Maestro hablaba, observó cerca al grupo un cesto de manzanas y dijo irónicamente:

“Maestro, me fascinó su explicación sobre la Perfección. ¿Podría usted, para ilustrar lo que acaba de decir, darme una manzana perfecta?”

El Maestro tranquilamente miró dentro de la cesta, sacó una manzana y entregó al alumno. Él vio que la fruta estaba con una parte podrida en uno de los lados. Miró al profesor y dijo arrogante:

“¿Esa es la perfección de que habla? ¡Esta manzana tiene una parte podrida!”

“Sí,” replicó el Maestro. “Pero para tu nivel de comprensión y discernimiento, esta manzana podrida es el máximo de Perfección que podrás obtener …”

OM SAI RAM

Comments are closed.

Create a website or blog at WordPress.com

Up ↑

%d bloggers like this: